segunda-feira, 27 de julho de 2015

Suas IDÉIAS, são SUAS?.

Por Kel.

Final de semana em casa, sem colocar a cara na rua, há tempos não fazia isso, em meio as obrigações, as brincadeiras com as crianças, os desenhos e jogos do X Box, tirei um tempinho pra mim e disse a eles:
-Agora é a vez da mamãe assistir um filme que ela gosta!!
Então pego o controle do X Box e começo a procurar no Netflix o que assistir?
Eu conheço a maioria dos desenhos...rs..mas filmes e séries...sou totalmente ignorante...hahaha...bom quem tem filhos pequenos sabe do que estou falando...sabemos tudo de Pepa Pig, Galinha Pintadinha, Enrolados, Carros, etc etc...mas aqueles filmes e séries que assistíamos quando eramos apenas nós ...nossa...Jack and Jill talvez? kkk

Não Jack and Jill não tem...rs...bem achei um filme que alguém havia me falado que era muito interessante "A Onda", selecionado, play, bacia de pipoca nas mãos e bora mergulhar.


Filme baseado em uma história real...uaaaauuu...por instantes você para e o mundo parece uma realidade virtual e você apenas um boneco que pensa que tem escolhas.....fiquei pensando quantas coisas já defendi, já me revoltei e me perguntando o que realmente era eu quem defendia e o que eram apenas idéias repetidas....realmente uaaaaaauuuu...caraca...isso foi no sábado, então domingo estou eu na mesma rotina e a tardinha repito:

- Agora é a vez da mamãe..rs..

E o pai dos meus filhos que está saindo pra trabalhar me sugere:

- Assiste o filme: O menino do pijama listrado é demais. (Ele não assistiu A onda comigo, estava trabalhando)


Que aula eu tive esse final de semana, não somente aula de história e politica, mais uma aula de como nossas atitudes influenciam o mundo em que vivemos.
Como as palavras que repetimos sem questionar podem ser cruéis, capazes de matar seres humanos, capazes de cometer as maiores atrocidades jamais vistas.
Cometemos essas atrocidades sem nunca disparar um tiro, mas somos diretamente responsáveis pelas idéias que transmitimos.

Pra finalizar, o vídeo abaixo, foi mostrado pelo meu pai, que quis me explicar a maneira que ele pensa a respeito da política.



O que quero dizer com esse post!!

Muito cuidado com o que você compartilha, com o que você acredita, tudo que pensamos e falamos é responsável pela nossa atual realidade.

Tenhamos humildade pra reconhecer que não sabemos quase nada e normalmente nos deixamos levar por idéias de outras pessoas que simplesmente nos convém, que vem de encontro com as nossas crenças e paradigmas, as idéias que nos agradam nem sempre são as melhores idéias.

É muito importante aprender a pensar e formar opiniões por nós mesmos, ouvir todos argumentos e realmente só aceitar aquilo que nos fizer sentido, que nos for verdadeiro e que puder se encaixar em duas palavras: AMOR E RESPEITO.

Um ótimo dia a todos vocês

terça-feira, 21 de julho de 2015

Peça!!




Por Kel.

Buscando respostas para minhas questões filosóficas, quando eu estou no ápice da dor, começo a questionar COMO, fazer isso passar.

Engraçado que pra mim nem sempre o mesmo recurso funciona, as vezes oro, as vezes medito, as vezes esbravejo, as vezes me distraio, as vezes canto, as vezes choro, as vezes durmo, as vezes faço piada, as vezes grito, mecho minhas energias....mais nunca é igual.

E a dor só passa quando eu PEÇO, ajuda ao invisível, quando eu PEÇO e confio, não importa o nome dele...não importa a concepção, acreditem já pedi a todas denominações e todas funcionaram...rs..

Já chorei ao som de louvores gospel, pontos de umbanda, mantras, musicas xamânicas, orações, rezas, poemas e canções....e todas as vezes que eu PEDI  a ajuda veio.

Não estamos sozinhos!!

PEÇA
  

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Emoções






Por Kel.

"Uma emoção, em geral, representa um padrão de pensamento amplificado e energizado. Por conta da carga energética quase sempre excessiva que ela contém, não é fácil, a princípio, termos condições para observá-la. A emoção quer assumir o controle, e quase sempre consegue, a menos que você esteja presente e alerta. Se você for empurrado para uma identificação inconsciente com a emoção, ela se tornará, temporariamente, "você". É comum se estabelecer um círculo vicioso entre o pensamento e a emoção porque um alimenta o outro. O padrão do pensamento cria um reflexo amplificado de si mesmo na forma de uma emoção, fazendo com que a frequência vibratória desta permaneça alimentando o padrão de pensamento original. Ao lidar mentalmente com a situação, acontecimento o pessoa que é identificada como a causadora da emoção, o pensamento fornece energia para a emoção, a qual, por sua vez, energiza o padrão de pensamento, e assim por diante.
Basicamente, todas emoções são modificações de uma emoção primitiva não diferenciada, cuja origem é a perda da percepção de quem somos por trás do nome e da forma. É dificil encontrar um nome que descreva essa emoção primitiva. A palavra "medo" é muito próxima, mas, além do sentido de ameaça permanente, ela pode ser entendida como  um profundo sentimento de abandono e incompletude. Por isso, talvez, seja melhor usar uma palavra que não se confunda tanto com aquela emoção básica e chamar isso simplesmente de "sofrimento". Uma das principais tarefas da mente, uma das razões da sua atividade incessante, é a de combater ou eliminar o sofrimento emocional, embora ela invariavelmente só consiga encobri-lo por um tempo. De fato, quanto mais a mente tenta se livrar do sofrimento, mais ele aumenta. A mente nunca pode achar a solução, nem pode permitir que encontremos a solução, porque é, ela mesma, uma parte intrínseca do "problema". Imagine um chefe de polícia tentando achar um incendiário, quando o incendiário é o próprio chefe de polícia.Não nos livraremos desse sofrimento enquanto não extrairmos o sentido de eu interior da identificação com a mente, ou seja, o ego. A mente é, então, derrubada da sua posição de poder, e o Ser se revela em si mesmo, como a verdadeira natureza da pessoa.
Pág. 31/32 - livro O PODER DO AGORA - Eckhart Tolle

Por isso a importância dessas máximas ditas por Cristo:

"Conhece-te a ti mesmo"

"Orai e vigiai"

"Não julgueis"

Nós sabemos apenas em partes a "verdade" da vida, nosso "Ser" ou "Alma" trás essa verdade gravada em si, porém a outra parte da "verdade" é encoberta pela nossa percepção da vida, do mundo, a outra parte podemos chamar de "Mente", "Ego" ou "Carne".

Para entrarmos no reino dos céus, ou se unir ao todo e vivermos em plenitude sem sofrimento, precisamos aprender o caminho e passar pela tal "porta estreita".

O caminho é esse, permitir que o "Ser" o próprio Deus se manifeste através de nós e que seja feita a vossa vontade e não a minha.

É simples o que não quer dizer que seja fácil...rs

Pra mim entender tento raciocinar dessa forma: Pensamento, gera sentimento, gera ação que gera reação.

Quanto mais eu observar a mim, sem tentar controlar, vou conseguindo me conhecer melhor e com o passar do tempo discernir o que é a minha vontade "Ego" e qual a vontade de Deus "Ser".

Quanto mais eu consigo permitir fluir a vontade de Deus, menos o sofrimento toma conta da minha vida.

Fiquem com Deus e obrigada por me permitirem reaprender como estar presente.

Namastê (O Deus que habita em mim saúda o deusDeus que habita em você)

terça-feira, 7 de julho de 2015

O poema sobre o amor




O poema sobre o amor (https://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_Ep%C3%ADstola_aos_Cor%C3%ADntios)

É no capítulo 13 da epístola que Paulo fala grandiosamente sobre o amor (em grego ágape) que, em algumas traduções, aparece com o vocábulo caridade:

sexta-feira, 3 de julho de 2015

A culpa NÃO é sua

Por Kel.

Assistindo ao jornal na hora do almoço, ao ver os jornalistas com um sorrisinho no rosto, dando dicas a população de como economizar a energia pro aumento não pesar no orçamento em tempos de "vacas magras", me bateu uma revolta, e me lembrei de um trecho da entrevista que o cantor Criolo deu ao Lazáro Ramos.


Porque?

Porque agora eu e você não temos sequer o direito de tomar um banho de 10 minutos, depois de um dia de trabalho e horas no trânsito até chegar em casa?

Porque agora eu e você não temos o direito de fazer planos, viajar, comprar roupas novas, ir no mercado e comprar o que temos vontade de comer, pra economizar?

Porque eu e você vamos ter que pagar uma conta que não é nossa?

E porque ao invés de usarem a mídia pra nos esclarecer como fomos lesados,  como podemos exigir os nossos direitos e como podemos encontrar os verdadeiros culpados para que sejam punidos, usam a mídia pra fazer nos sentirmos culpados ao tomar um banho de 10 minutos?

A MÃO QUE SEGURA O CHICOTE NÃO É INVISÍVEL.

Parem de defender vagabundo em rede social com brigas ridículas de direita e esquerda.

Parem de acreditar que a solução está na redução da maioridade penal em um sistema carcerário falido como o nosso.

As coisas são como são, porque quem tem dinheiro, quem tem poder, quem PODE mudar, não quer mudar.

Querem mais que todos nós arquemos com as consequências de seus desmandos, enquanto eles continuam lá, assistindo de camarote e rindo da nossa cara, os bobos da corte que se pegam em discursos de ódio em seu nome.

ACORDEM

A CULPA NÃO É SUA E NEM MINHA É DELES.

E antes que alguém fale e diga, porque você Kel não faz alguma coisa, respondo:


Eu faço o que eu posso, eu GRITO...eu escrevo e discuto com todo mundo que venha com discursos de ódio contra os oprimidos.

Oprimidos pra mim são todos abaixo da classe dominante, que trabalham pra se sustentar, enquanto um bando de vagabundo manda e desmanda nesse país e ninguém se meche.

ACORDEM

A CULPA NÃO É NOSSA